sexta-feira, 19 de julho de 2019

Comportamentos que atrapalham as relações de trabalho:





Hoje no mercado os determinantes para uma boa qualidade de trabalho são as habilidades técnicas em conjunto com as habilidades de relacionamento. Esta máxima é um ponto crucial para o pleno desenvolvimento de uma empresa.

As relações entre as pessoas nem sempre são harmônicas, principalmente no ambiente de trabalho que é um lugar altamente competitivo, no entanto algumas regras de bom andamento podem ser observadas. Não podemos aqui entender que um ambiente onde rusgas à todo instante afloram nos colaboradores seja um local favorável para o desenvolvimento de atividades.

A complexidade que se dá no ambiente feito por várias pessoas e personalidades com desejo de alcance profissional, necessita de uma atenção especial. Harmonizar o local, torna-se em muito uma tarefa desgastante, o gestor tem que saber equacionar os ânimos afinar os desejos convergindo à um ambiente que não seja insalubre no quesito de saúde profissional.

Entender os comportamentos que atrapalham estas relações é função do gestor que tem o dever de mostrar ao colaborador uma atitude inconveniente, não adequada para os padrões do bom desenvolvimento profissional.

Intimidade demais afeta relações de trabalho, na verdade muitos têm o local de trabalho como um ambiente para exercício de atividades, superação e desenvolvimento.

O ambiente precisa sim ser amistoso, de preferência com pessoas que se respeitam. Muitas pessoas embora não se manifestem não gostam de intimidade.

Outra atitude muito prejudicial no ambiente é também a de não saber ouvir, esta vai minando as relações de trabalho pois saber escutar o companheiro é importante e sábio vez que muitos têm a contribuir.

A atitude que alguns colaboradores devem entender que somente seu pensamento é verdadeiro e os dos outros não têm sabedoria é perigosa que coloca no ambiente de trabalho. Muitos profissionais têm orgulho do que fazem, entendem que fazem bem feito a atividade pré-estipulada. No entanto não podem estes achar que por fazer algo bem feito as atividades dos outros não têm valor, o gestor deve sempre valorizar e estimular a todos

Nunca aceite no ambiente o vaidoso que impõe sua verdade sobre a dos outros, todos têm a contribuir em uma empresa, a união de sabedoria deve sempre se sobrepor à unidade.

Com o dia corrido, muitas atitudes passam despercebidas mas vão contribuindo aos poucos para o fim de uma relação sadia de trabalho e aí, o dia vai ficando cansativo insuportável por ter que conviver com pessoas que não são agradáveis.


terça-feira, 28 de maio de 2019

VOCÊ TEM DIFICULDADE EM RESOLVER PROBLEMAS?



Em algumas consultorias que faço para pequeno e microcomércio e prestador de serviço noto que há uma dificuldade muito grande em gerir problemas, as pessoas pautam para a resolução dos mesmos de forma primaria e comum. Um problema tem que ser visto de vários ângulos analisado sobre muitos aspetos.
Problemas complexos dos quais os empresários estão envolvidos nas rotinas do dia envolvem gamas de capacidades lógica e organizacional, são regras básicas e sólidas na confecção da resolução dos mesmos, quais sejam:
1ª – ORGANIZAÇÃO: A organização é a principal arma para aquele que quiser obter sucesso em qualquer situação, não se faz nada sem organização, para tanto ao se resolver um problema é necessário sobre tudo organizar o próprio pensamento. A grande dificuldade das pessoas é que elas partem diretamente do problema para a solução sem tentar organiza-lo. Coloque o problema de forma que ele esteja em sua frente, nunca fuja, tenha a sensação de tê-lo nas mãos, sob controle, assim começa a resolução do mesmo.
2ª – PENSAMENTO LÓGICO – Na verdade o pensamento lógico seria o pensamento de analise critica do problema, tendo que o observar de forma coerente, dissecando-o passo a passo. Um problema complexo jamais poderá ser resolvido de supetão, sem interpretação e analise minuciosa, pois na verdade estamos falando de tomada de uma decisão por muito complexa e isto envolve responsabilidade.
3ª – RESOLVA O PROBLEMA EM PARTES - Um problema não pode ser resolvido no todo de uma vez, pois este caminho é mais complexo, uma técnica boa de resolução de um conflito é, separa-lo, corta-lo, resolvendo-o parte por parte para  atingir o todo, na verdade, quando se fala em um problema complexo, este apresenta-nos varias situações que devem ser resolvidas uma a uma de forma individualizada e não como muitos fazem em resolve-lo como se fosse uma coisa só, um problema complexo é a somatória de vários problemas de menos complexidade.
Assim, o foco da resolução de um problema complexo se torna mais viável e mais garantido. Empreendedores de sucesso na vida profissional são sobretudo empreendedores de solução de problemas de forma organizada, pois gerenciam diariamente inúmeros conflitos.
É inerente ao administrador que este esteja focado em resolver problemas, muitos atribuem a este, o caminho da liderança, mas liderança sem uma pessoa capaz de angariar para si a solução de conflitos não contribui de forma eficaz ao pleno desenvolvimento profissional, pessoas elegem um líder que possa mostrar caminhos e além de mostra-los estes precisam de um guia que lhes mostrem a confiança em seguir.
 


quarta-feira, 15 de maio de 2019

Inovando no atendimento ao cliente

Em muito venho conclamando nestas colunas que o principal foco à vida de um estabelecimento é o cliente, no entanto com o advento de novos concorrentes e produtos fica difícil ao comerciante tentar manter a média de compradores. Atendimento eficaz somente hoje não traduz mais o anseio de uma clientela vigorosa é necessário mais, muito mais, é lógico que manter um bom atendimento é uma condição natural de vida do comercio, mas é preciso sempre inovar e muitas vezes mudar o foco do público alvo.

Nos administradores estamos sempre diagnosticando deficiências para que tais se tornem em objetivos eficientes, muitos vêem que deve se aprender com os erros, mas podemos também aprender e crescer sem errar. É o jeito melhor e menos traumático para alguém que tem sua empresa.

Inovar é a melhor forma de atrair, encantar e surpreender o cliente, a inovação passa por muito nos rasos trilhos de treinamento ao cliente, situação esta que não é bem observada no comercio, também em sempre ter um ambiente agradável e sobretudo, um atendimento personalizado, ou seja, a cada cliente uma atenção, pois os desejos não são padronizados, cada qual com sua personalidade e atendendo a característica individual.

Seja criativo, trabalhe com os recursos que possui e tente ir alem destes, sempre terá algo a mais a ser oferecido sem que mude as características. Uma cabeleireira ao fazer uma maquiagem em sua cliente, pode sem custo adicional, ou ate alocar no custo de seu serviço, fazer as sobrancelhas da cliente se notar que tais precisam de um cuidado maior, oferecer um quite com um batom e outras coisas relacionadas à imagem com a marca do salão certamente está ficara contente com o presente oferecido. Uma loja de roupas pode certamente oferecer um brinde a mais a aquele que é um bom gastador no comercio.

Note-se que as relações entre comerciante e cliente hoje em dia são relações frias, somente mercantis, tenho visto aqui no município lojas com um atendimento caloroso e de atenção, são estabelecimentos que criam vínculos afetivos com seus clientes que sempre retornam para gastar porque se sentem bem, esta atitude é boa para a marca.

Compartilhe sempre com os fregueses sua intenção, peça sempre sugestões, este feedback é importante para entender o que eles esperam de seu estabelecimento.

 Tenha também uma agenda de clientes que você possa estar ligando para informar do recebimento de novas mercadorias. Lembre-se que o comprador deve se tornar uma fonte importante de informação e pesquisa que pode lhe direcionar para o local onde deve ser seguido. A melhor ferramenta para entender seu comercio é o cliente.

Respeite sempre a barreira que o freguês estabelece, no entanto às vezes seja atrevido, ou seja, quebre a monotonia, mostre a este que seu estabelecimento pode lhe oferecer variedades e produtos diversos dos quais ele procura, muitas vezes o consumidor não sabe o que deseja quando deseja comprar. Não é raro observar mulheres que saem para comprar um sapato e voltam com um perfume ou uma blusa no lugar deste.


A inovação e a criatividade, passam muitas vezes despercebidas nas rotinas diárias, com o advento do dia a dia, cobranças, pagamentos, lucros e negociações, esquecemos-nos de observar o foco principal. O cliente. 

sexta-feira, 3 de maio de 2019

Reestruturar passa por medidas demoradas e extremas.



No âmbito gerencial a reestruturação de uma empresa leva tempo e é um desafio muito grande, nem todos os gestores têm a capacidade de reorganização de algo. Reestruturar significa regenerar tornar hábil, renovar ou simplesmente reconstruir aquilo que ao longo do tempo perdeu a qualidade, degenerou-se.

O gestor reestruturador em muitas situações toma medidas dentro de uma empresa que são em primeiro lugar para conter gastos desnecessários e também reorganizar aquilo que ao longo se perdeu, para isso não se pode colocar a pressa a ansiedade em resolver a situação, em primeiro lugar é necessário a devida paciência pois a regeneração de algo que estava se perdendo leva tempo.
É preciso mudar o pensamento e atitudes de funcionários, pois ao longo de uma desestruturação tais adquirem vícios que vão contribuindo para a decadência do empreendimento, também é necessário restabelecer um ambiente responsável de trabalho. Retomar o controle das decisões e organizar um novo cronograma de ações que visam fortalecer um alicerce administrativo para depois a construção da base.

Nem sempre o gestor vai ser bem visto a principio pelas atitudes austeras que tem que tomar, muitas vezes a inflexibilidade é necessária os objetivos e metas passam pelo caráter da prioridade. O grande problema de um gestor que tem a missão de reerguer algo que esta prestes a ruir é a de tomar medidas impopulares e também enfrentar dentro de uma empresa os comentários maliciosos e a resistência daqueles que levam vantagem em algo.

Conheço um gestor que passou por isso, assumiu uma empresa que estava à beira da falência onde teve que fazer cortes de gastos excessivos, reorganizar setores, fechando alguns que não precisariam existir, exigir o cumprimento certo de horário de funcionários, acabou com horas extraordinárias desnecessárias, organizou o setor de estoque, pois haviam muitos produtos em excesso e outros que sempre faltavam, dispensou colaboradores com excesso de salários que distribuíam vantagens aos funcionários e por isso eram bem quistos no local, eliminou ligações de telefones que não diziam respeito à empresa e esta arcava com a conta, renegociou dividas em atraso diminuindo juros a ser pagos, e também negociou com fornecedores para que estes não parassem de fornecer à empresa a matéria prima necessária.

No começo ele me confidenciou que foi difícil sofria ameaças de funcionários, encontrou muita resistência, no entanto teve que conscientizar a todos que se não tomasse estas atitudes a empresa fecharia e que o intuito era reorganizar para melhorar.

Dois anos após assumir o local os funcionários foram devidamente treinados para a função o salário destes aumentou substancialmente a empresa se reergueu e hoje ela esta em crescimento pleno, muitos que não compreendiam a situação hoje apoiam plenamente o gestor. Os que levavam vantagem se foram e os benefícios foram transferidos aos colaboradores.

Gerenciar uma empresa em muito pode traduzir uma situação complexa para reerguê-la, nem sempre o administrador pode tomar medidas que são populares, é necessário observar com austeridade a reconstrução de algo que estava por vezes perdido
.
Poucos gerentes têm esta capacidade de enfrentar pressões, no entanto para o bem de todos dentro do local de trabalho é necessário que as medidas de reestruturação sejam vistas com bons olhos. Nada sobrevive a desorganização e bagunça, principalmente um empreendimento.

Entenda que onde a desorganização e falta de controle alguém esta levando vantagem e quem leva a vantagem não admite perdê-la. Nestas horas que se observa o grande administrador.

segunda-feira, 8 de abril de 2019

Crescimento profissional é uma questão de planejamento.



Semana passada conversei com um amigo que estava traçando suas metas para o crescimento na empresa onde trabalha, disse-me que o local disponibiliza esta situação, procura pessoas que atendam o perfil de liderança, comunicação e solução conflitos internos.

Resolvi escrever este artigo vez que muitas pessoas têm o desejo de crescimento profissional, no entanto não atentem os preceitos da empresa e o perfil desejado para a devida ascensão. Poderia aqui dar mil dicas para este crescimento profissional, tantas que faria um manual, no entanto existem algumas poucas regras principais que podem ser seguidas facilmente.

O primeiro passo para o crescimento no trabalho é entender o perfil do profissional que a empresa deseja. Perfil são característica únicas que expressam a personalidade, o psicológico e também o físico. Existem pessoas que têm uma característica mais agressiva de garra e bom desempenho outras com uma personalidade amena, no entanto não perdem a garra, outras com um espírito de liderança fantástico. Então conhecer o que a empresa necessita é o começo para se moldar e se preparar nas características desejadas.

Tal atitude passa pelo poder da observação que é uma boa qualidade, entender como funciona as relações interpessoais, as exigências de um líder para comandar sua equipe, a forma que é conduzida a solução de conflitos.

Outra atitude para o patrocínio do crescimento profissional é o aprimoramento do aprendizado, entender o funcionamento dos mecanismos onde trabalha como funciona os outros setores, estudar por fora, saber que para ser um líder ou almejar algo maior é necessário conhecimento. Este é o principio básico, nunca conheci alguém que subiu profissionalmente ser tem conhecimento.

Estar preparado para o crescimento é também atitude necessária, pois muitos que almejam algo maior dentro de uma empresa, apresentam-se somente com a boa vontade e não se preparam adequadamente, boa vontade, ser solicito não credencia ninguém a subir de posto o que se questiona na hora de dar uma oportunidade ao funcionário é se tal esta realmente preparado para assumir a nova função, se atende os quesitos necessários para o exercício uma atividade nova.

A ascensão profissional necessita de determinação, o quão se deseja o crescimento, mostrar para os lideres que você esta focado e predisposto a assumir desafios e não se abala com as dificuldades.

Problemas no trabalho todos têm o que é observado é a forma que cada funcionário trabalha com estes problemas, como os desenvolvem e os resolvem, se este não se esconde na sombra de outros.

Tomar a frente das coisas referentes ao trabalho é o pleno exercício de um líder. As empresas, sobretudo desejam pessoas que assumem riscos e também chamam para si a responsabilidade das atividades. No mercado de trabalho a maioria dos trabalhadores não executam estas características, por isso somente complementam o quadro funcional, poucos atendem de forma ativa o desempenho da função, poucos estão aptos a estar um passo à frente.

A ascensão profissional passa por varias característica para o seu credenciamento, estar comprometido, concentrado e também determinado é um grande passo mais é necessário preparo.
A todos confere o desejo mais poucos os concretizam porque não têm a fibra necessária para a realização dos sonhos, muitos acreditam que sonhar é possível e é verdade, mas viver de sonhos somente é frustrante, é necessário criar mecanismos para que estes sejam efetivados de forma satisfatória, esta é maravilha da vida, poder sonhar, desejar, poder realizar e desfrutar. Sonhar somente deprime, realizar sonhos liberta.    

sexta-feira, 5 de abril de 2019

Seu primeiro negócio merece atenção.



Empreender um negocio vai alem da simplicidade de montá-lo, a disciplina para a criação de um estabelecimento esta na forma de sua administração, foi-se o tempo em que montar algo era simplesmente, alugar uma sala, enche-la de mercadorias, hoje tais técnicas são ultrapassadas, é necessário visão, coordenação e disciplina.

Muitos atribuem o fracasso de não ter dado certo no empreendimento que apostou aos fatores externos como falta de apoio do município, concorrência, associações e sindicatos e por aí vai, no entanto não observam em muito a incapacidade em gerir o negocio não assumem suas deficiências, em muitos casos não identificam onde erraram postulando o erro de investimento aos outros. Este é o maior engano, vez que o fato do negocio não ter dado certo em grande porcentagem é do empreendedor por um erro de estratégia de análise do negócio escolhido.

Na montagem de um empreendimento é preciso ter uma estratégia para que o mesmo de certo, algumas dicas são importantes, neste momento analisar os possíveis concorrentes, o ramo de negocio o valor do investimento e muito mais.

O empreendedor deve adquirir capacitação e conhecimento no ramo de negócio que atuara, é importante saber da movimentação, como produzir, como vender o que fazer para eliminar custos, saber comprar e negociar.

Analisar a formação de preço do produto, muitos não sabem alocar os custos de seu investimento no produto a ser comercializado, a formação de um preço tem que ser equacionada com a aceitação do consumidor e também se este esta disposto a pagar o preço convencionado. Também deduzir os custos e a margem de lucro.

Entender se o produto a ser comercializado é de necessidade ou de desejo. Produtos de necessidade são aqueles que vão de encontro a precisão para se manter, já os de desejo incluem a realização da satisfação da aquisição de um valor.

Em exemplo, um supermercado em tese seria para vender produtos necessários a sobrevivência, ou seja, arroz, feijão, carne, legumes, etc., no entanto entendendo que as pessoas dão mais valor ao desejo do que a necessidade, começaram a incluir em suas gôndolas também a satisfação, como salgadinhos, sucos diferenciados, iogurtes de diversos tipos, roupas, carnes nobres, queijos finos. Assim um supermercado vende hoje 70% de seus produtos em desejo, note que a compra de uma pessoa em um supermercado tem mais desejos do que necessidades.

Com a situação econômica melhor, às pessoas gastam mais em seus desejos, salões de cabeleireiros, perfumes caros, vestuários de marca etc. nesta época ficam há um franco desenvolvimento, um aumento substancial de clientes que pagam o valor pedido sem pechinchar, pagamos um alto preço em perfumes, calçados e não questionamos o valor, vez que estes nos trazem a satisfação da aquisição de uma marca de uma vontade, no entanto na necessidade se questiona o preço o valor, quando o preço da batata sobe ela é substituída, e assim acontece com todos os bens de necessidade.

Nesta linha entender o cenário econômico é importante na hora de montar seu negócio, em tempos de crise econômica, itens de necessidade sempre estão em alta e os de desejas em baixa, na abundância econômica acontece o contrário. Em crise financeira o carrinho do supermercado tem 70% de itens de necessidade, na abundancia econômica acontece o contraio.

Fácil é entender o que explano sobre a análise de cenário de necessidade e desejo, mulheres hoje em dia com a crise econômica procuram menos o cabelereiro do que tempos atrás onde havia um desenvolvimento econômico melhor. A falta de dinheiro faz com que os supérfluos ou itens de desejos fiquem mais longe de uma realidade.

Ainda o empreendedor deve se ater na criação de um bom plano de negócios, detalhando investimentos, plano financeiro, concorrência, deve ainda criar um mecanismo para gerar um valor ao cliente ter um diferencial no mercado frente aos concorrentes.

È importante salientar que na estrutura de montagem de um negocio o investidor deve manter um capital a parte para giro e manutenção, suficientes para suprirem as necessidades da empresa em um período, os primeiros meses são de adaptação ao mercado o que não proporciona uma entrada importante de dinheiro, assim capital de giro e manutenção de suporte fara que o investidor gerencie seu negócio de forma segura sem grandes preocupações.

Podemos dizer que montar um negocio é um grande jogo de xadrez onde se deve ter estratégias definidas, nunca monte algo sem planejamento, a chance de não dar certo é muito grande. Invista seu dinheiro, tempo e energia em algo que possa prosperar que tenha a capacidade de crescimento.  

quarta-feira, 27 de março de 2019

Traga as soluções, não só os problemas.


 Em via de solucionar problemas dentro de uma empresa muitos lideres se deparam com opiniões e somente, na verdade o colaborador acredita que tudo se resolve desta maneira. Um problema deve ser direcionado para ser respondido, no entanto existem situações que em muito a resposta se encontra no próprio liderado. Assim somente apontar problemas não é produtivo, o importante é sempre questionar a este que apresenta um conflito o que ele entende para poder melhorar.

É certo entender que em algumas empresas, muitos chefes não estão aptos a ouvir de seus comandados, opiniões de solução para as adversidades, esta atitude não atende o bom senso, ninguém melhor que o próprio funcionário que desempenha a função atendendo uma rotina de trabalho para entender o mecanismo do que faz.

Ao ouvir sempre os problemas trazidos, o chefe precisa entender que deve resolvê-los, por muito tomar alguma atitude parte somente deste, nesta linha para que a atitude seja certa é necessário aprender ouvir aquele que esta intimamente relacionado ao aperto.

Também cabe ressaltar o empregado que somente traz problemas à chefia, rotineiramente chega impulsionado pela ocasião e joga encima da mesa todas as situações adversas que encontra e não quer ajudar a resolver por entender que não é sua obrigação, outro erro, pois a solução do impasse passa por uma complexidade que transcende somente a apresentação do mesmo, é necessário em primeiro conhecimento técnico para agir, traçar um mecanismo para diagnosticar e também solucionar, são etapas que devem ser seguidas a risca o funcionário deve entender que solucionada situação de conflito melhorará todo o ambiente e situação de trabalho.    
Na verdade, muitos chefes adoram funcionários que apresentem sempre uma solução para o problema, esta situação mostra o grau de comprometimento e maturidade a qual o colaborador está inserido. Tal atitude conta pontos na hora de uma promoção, pois o interesse na solução transparece a preocupação com o local de trabalho também mostra a Iniciativa da antecipação, ou seja, apresente o problema e se possível o caminho para a solução.

Ao chefe devemos ressaltar que para a solução de um problema é necessário colher o maior numero de informações para que se tenham mais alternativas a serem seguidas, esta atitude sabia em ouvir a todos passa pelo principio de entender que muitas cabeças pensam melhor que uma e também traduz o respeito e a confiança ao funcionário, mostrando-lhe que como profissional ele tem também a capacidade de opinar.

Devemos aí destacar, a vida laboral nunca será um mar de rosas e terá sempre conflitos e problemas em sua maioria para serem resolvidos, bom senso, equilíbrio para tomar atitudes são necessários e se estas tiverem respaldo de todos serão melhor entendidas.

Desta forma o gestor cultiva um ambiente pacifico e também com alto indicie de solução de problemas com medidas certas.

Esta natureza de problemas faz parte de qualquer local de trabalho mais também nos faz entender a qualidade dos profissionais que estão contratados para o desempenho da função.
A solução dos problemas passam primeiramente pelas perguntas que precisam ser respondidas para depois serem solucionadas. 

sexta-feira, 8 de março de 2019

Sempre acerta, mas ficou marcado pelo erro!



A natureza humana compõe certa complexidade de sentimentos e atuações entre outras situações, no quesito profissional o empregado é contratado para a execução de determinada função com certo treinamento para que não recaia em erros do trabalho.

Muitas vezes, questiono-me e observo situações em que grandes profissionais, comprometidos com o exercício da função, desenvolvedores e facilitadores no trabalho cometem um erro. É de se entender que uma empresa contrata um profissional para que erros não ocorram, no entanto, todas as corporações são feitas por seres humano que estão aptos ao acerto bem como o erro.

O grande problema que se impõe, quase como máxima nos porões mais inclusos da vida laboral é em muito a ênfase ao erro descaracterizando sempre o acerto. De tudo o que foi feito ate agora só se consegue enxergar o erro? Esta é a imediata desvalorização do profissional que ate então antes de qualquer gafe era tido como exemplar.

Precisamos-nos aprender a trabalhar esta situação, não é porque ocorreu uma infelicidade que o profissional deixa de ser bom, este é um erro sobre outro erro, precisamos rebuscar sempre as boas qualidades de todos, esta situação parte da motivação e da solidariedade que prestamos para aquele que necessita, erros acontecem, é necessário entender onde se errou e tentar acertar cada vez mais.


Pessoas que passam por problemas pessoais muitas vezes não os separam dos profissionais, e nem tem como. Certa vez um admirador, amigo meu, confidenciou-me que tentava sempre separar os problemas de casa com os do trabalho e vice e versa para que um não interferisse no outro, tentava exercitar esta situação todos os dias, no entanto não conseguia. 

Tal situação é perfeitamente compreensível vez que a vida nossa é integrada de certa forma que não existe como separar o todo pela metade ou seja, separar problemas profissionais e pessoais, pois todos afetam o bom ou o mau humor o desempenho e muito mais. Nesta situação podemos detectar que pode ser benéfica ou maléfica, veja bem, se uma pessoa tem uma vida pessoal sadia, feliz esta consegue transferir para seu trabalho tal satisfação, no entanto se estiver passando um momento conturbado financeiramente ou familiar naturalmente vai refletir no desempenho profissional, as situações estão juntas.

Conheço muitos consultores que tentam resguardar esta situação de trabalho e vida pessoal. Certa vez estava assistindo uma palestra onde o palestrante alertava para isso, de não misturar trabalho e casa, quando no intervalo estávamos conversando e o celular do palestrante tocou, era sua filha que acabara de ser assaltada, mas ela estava bem, no entanto o homem ficou transtornado dali para frente à palestra perdeu o brilhantismo, as piadas que nos faziam rir se cessaram, o rosto leve e sorridente se fechou, foi impressionante a mudança de uma palestra gostosa da primeira fase na segunda, tornou-se técnica e mecânica, notava-se que estava preocupado.

Assim, tenha sempre que o profissional sendo bom e venha a cometer um erro não merece ser execrado e marcado pela situação.

Entenda que ninguém que é contratado no exercício de algo comete erros porque acha bom, é preciso também o gestor observar se tal profissional esta sendo bem orientado, se os procedimentos estão sendo executados de forma correta e também o desenvolvimento emocional deste deste.


segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Nossos altos e baixos (depressão funcional).





Questiono e muito porque nós seres humanos temos desempenhos fantásticos no exercício de uma função e também às vezes desempenhos medíocres, na verdade somos dotados de situações de trabalho que nos move mais que a capacidade técnica. Hoje com novos estudos funcionais a capacitação além de técnica tem que ser envolvida pela emoção e motivação, pois a coordenação técnica se aprende e se desenvolve, no entanto, o entusiasmo e a motivação precisam estar sempre provocadas por alguma situação que torne o desafio atraente.

O desempenho de uma função no trabalho requer mais que somente um rigoroso quesito técnico, é necessário entender que o colaborador precisa estar apto a desenvolver desafios de forma a estar um passo à frente, raciocinar, ser entusiasmado e também se sobrepor a todos.

Quando se fala em entusiasmo, referimo-nos a autoestima, esta é que move seu desenvolvedor, a autoestima é a crença que se pode chegar, estar sadio mentalmente para o exercício da função. No entanto, com o advento das responsabilidades, atribuições e cobranças rotineiras do trabalho, problemas familiares, difícil é se manter motivado.

Existem dias que estamos introspectivos, sem muita conversa, neste período nos tornamos altamente improdutivos. Esta condição nas empresas deve ser observada e sempre pelo gestor para que possa sanar tal situação, não é fácil, no entanto, tentar minimizar a causa da falta de motivação funcional deve ser obrigação de qualquer gerente que tenha uma equipe. Descrevemo-nos aqui muitas vezes que a falta de motivação pode ser transformada em depressão funcional, tais sintomas começam no colaborador de forma quase imperceptível, assim o gestor deve observar se o empregado está muito negativo.


Quando o empregado começa a achar que não pode, não consegue atingir as metas funcionais, o bom comandante como conhecedor de sua equipe de trabalho, sabe quando este tem a capacidade para a execução de uma tarefa ou não, deve filtrar se o mesmo está fazendo “corpo mole” ou esta desmotivado. Esta linha tênue deve ser percebida, assim deve agir como um restaurador da alma funcional, motivando-o.

Gerenciar a autoestima das pessoas a principio se torna uma barreira complicada, mas o gerente deve se preparar para esta situação, manuais de administradores focam sempre que elevar a autoestima começa com a elevação da confiança no colaborador, muitos delegam funções, se esquecem também de delegar confiança. Delegar confiança é entender que o colaborador esta apto a exercer a atividade. A supervisão parte somente para a instrução na parte didática, mas a execução deve sempre ser a cargo do empregado. Este principio é relevante para o começo da elevação da autoconfiança.

Outro sintoma de baixa motivação na empresa que deve ser observado é se o empregado esta isolado do grupo social. Pessoa que fica isolada do grupo social na empresa é um sinal importante, todos nos somos seres sociáveis, conversamos, trocamos informações, é parte da natureza humana, o isolamento traduz a principio a situação de impotência e também de inferioridade. O gestor deve resgatar este individuo colocando-o sempre no patamar dos outros, elevando sempre a autoestima.

Na verdade, os autos e baixos na empresa e na vida pessoal é uma situação natural, sabemos que pessoas alegres, são mais confiantes e tem uma saúde melhor. O gestor, sobretudo deve sempre proporcionar o resgate do ser humano, quando este promove tal situação começa a ter o respeito de sua equipe. Ao empregado que tem este problema deve procurar um especialista, pois a normalidade é o equilíbrio.

         

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Coloque a cabeça fora do rebanho.





A história se repete sempre no começo do ano, fazemos projeções, promessas e planejamentos para o cumprimento de alguma meta ou desejo. Na verdade, fazemos tudo igual a muitos outros, sempre desejamos o melhor para nós muitos destes desejos se perdem ao longo do ano pelo simples fato que todos desejam mais poucos ousam em realizar os sonhos.

Aprender a fazer a coisa certa de forma diferenciada da mesmice que nos cerca é importante. Coloque sua cabeça fora do rebanho, seja diferente, aviste aquilo que muito não enxergam, oportunidades escondidas, ainda crie as oportunidades. Falta ousadia para muitos, em uma empresa todos agem e pensam da mesma maneira, poucos se destacam e quando se destacam geralmente ascendem profissionalmente.

O diferencial de pessoas ousadas começa sempre em saber o que quer, muitos desejam algo que nem sabem se podem cumprir. Saber o que deseja é importante, traçar caminhos para seguir nos faz trilhar com segurança, planeje, coloque e escreva o desejaria realizar este ano, planeje as formas de chegar. Quando se esta em um caminho que não se conhece fica difícil de encontrar a saída, assim é na vida profissional, pesquise e muito seus desejos e a forma de alcança-los, analise se tais são possíveis.

Certa vez, uma colega de trabalho, traçou uma meta para sua vida, lembro-me que ela após muitos anos como funcionária pública municipal, não desejava mais trabalhar para o município, estava frustrada, me confidenciou que embora trabalhasse muito tempo não fazia o que gostava, queria mudar de vida profissional, assim vislumbrou a chance de ter uma bolsa de estudo que conseguiu e cursou em uma faculdade o curso de fisioterapia, depois de formada, pediu exoneração prestou concurso e trabalha hoje em uma universidade pública como fisioterapeuta.


O grande problema de muitos é que embora tenham desejos, não tomam sequer uma atitude para mudar. Olhar a frente ter a vontade de alterar e planejar a mudança, somente acreditam que podem, no entanto, a melhor mudança de todas vem de dentro da pessoa.

Não se transforma o exterior de nossa vida se o interior não se transformar. Por isso que alguns conseguem o sucesso e a grande maioria fica somente nas palavras e desejos. A atitude de mudar precisa ser tomada dentro de si, assim as coisas vão se transformando gradativamente.


Tudo isto se faz com metas de desenvolvimento pessoal, primeiro o desejo, depois a atitude, no entanto planeje seu caminho, ache a forma adequada para atingir seu objetivo pessoal e profissional, existem sim formas de atingir o crescimento, acredite nisso,
no entanto a maioria esbarra nas dificuldades. Dificuldades sempre aparecerão, faz parte do desenvolvimento humano, aquele que esta um passo a frente dos outros sempre as superam para atingir o objetivo do sucesso profissional.

Compartilhe sempre suas metas com pessoas que desejam também atingir o sucesso profissional, envolva as pessoas, esta troca de experiências é útil, pois no aprendizado dos outros esta a lição que necessitamos.

Entenda que sempre muitos ficarão estagnados em seus sonhos e necessidades, a maioria do rebanho de pessoas nascem para ser conduzidas, ou seja, tem fome de mudar mais se convencem que é mais fácil se alimentar daquilo que é fornecido, por isso continuam com fome é o conformismo que agasalha a alma destes, poucos não aceitarão somente o alimento da mudança fornecido, mas procurarão outras fontes para alimentar sua fome de mudança, não ficarão estagnados sentados em uma mesa reclamando que não esta bom, sempre procurarão o melhor.

A mudança de vida parte da vontade da ação e sobretudo, na fé que se pode mudar o destino de nossas vidas. O rebanho continua sendo o rebanho, mais sempre alguém destoará deste. QUE SEJA VOCÊ.




segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Empresa fantasma. O patrão sem empregados:



Um dia você chega em casa feliz comemorando a nova contratação de trabalho, uma nova oportunidade se abre em sua vida, vai dormir e não vê a hora de amanhecer e começar no novo desafio sai de casa e como é o primeiro dia de trabalho quer ser o primeiro a chegar para não causar má impressão, pensa no trajeto em ser o melhor empregado, desempenhar a função da melhor forma. Está feliz e motivado.

Ao chegar na empresa, depara-se com os novos funcionários que não são muitos, todos cabisbaixos, desmotivados, conversam pouco e você feliz estranhando este comportamento, tenta ser amistoso e indaga o colega perguntando como é a rotina de trabalho, nesta hora vem à ducha de água fria, o colega informa que o local é horrível para se trabalhar, o proprietário não respeita ninguém ofende os empregados exige situações improváveis de se concluírem e na verdade não para ninguém no local, os poucos funcionários são novos sem muita experiência os antigos se foram com a possibilidade de encontrar melhores oportunidades.

Você começa a pensar, sua alegria se foi, fica apreensivo e logo começa o turno de trabalho, apresenta-se ao novo patrão com um sorriso, tenta ser simpático e ele nem olha em seu rosto, não lhe aperta a mão e não dá boas vindas, é seco, ríspido no tratamento diante esta situação você começa a suar muito de nervoso.

O patrão somente chama outro colega para lhe ensinar o trabalho, o funcionário prontamente se coloca para lhe ensinar e assim corre o dia enquanto o proprietário segue pelas áreas de produção mal humorado reclamando com os funcionários os chamando de burros e outra coisas mais, logo um funcionário que não agüentava mais esta situação se rebela, jogando as ferramentas ao chão e ofendendo muito o patrão que revida também com palavras de baixo calão, os outros funcionários para cessar os xingamentos, apartam a discussão antes que a coisa ficasse pior. Mais uma baixa, um funcionário a menos.


Esta rotina de trabalho não é difícil de encontrar em algumas empresas, sempre me lembro de uma conversa que tive com um agenciador de recursos humanos que mais tarde se tornou meu amigo de um problema que ele não conseguiu solucionar. Em sua cidade havia uma importante mão de obra para ser encaminhada ao trabalho, no entanto de todas as empresas que assessorava uma foi complicada não conseguia pessoas que desejavam trabalhar neste local. Por ser rude e tratar mal seus funcionários a fama se espalhou por toda a localidade a empresa que trabalhava no ramo de metalurgia iniciou suas atividades com 35 funcionários com previsão de expansão para o dobro, no entanto um ano após seu nascimento contava somente com 18 colaboradores que se sobrecarregavam nas funções e também nos xingamentos. Tal episodio culminou com a empresa fechando as portas, pois não conseguia atender os prazos por ela contratada, vez que não havia ninguém que desejasse trabalhar no local, para manter os funcionários existentes teve que
quase dobrar os salários destes, ou seja, pagar mais pela falta de educação. Acabou falindo, pois, as multas contratuais pelo atraso nas entregas comiam os lucros.  

Esta historia embora pareça ficção é verdade, conheço empresas que têm dificuldades em encontrar funcionários, na verdade estas empresas com patrões ofensivos que não respeitam nada nem a dignidade das pessoas em tese e no futuro acabarão sendo empresas fantasmas, onde embora tenham todas as características para crescer estarão em descenso na produção vez que o principal não terá, a mão de obra.

Não podemos tratar funcionários sem dignidade, é necessário respeitar, pois ao contrario que muitos patrões pensam a empresa precisa sim de colaboradores. E estes com a abertura do mercado de trabalho não estão aptos a se humilharem por um salário.
Respeito é uma atitude mágica e importante para o crescimento das empresas. 


Comportamentos que atrapalham as relações de trabalho:

Hoje no mercado os determinantes para uma boa qualidade de trabalho são as habilidades técnicas em conjunto com as habilidades d...